Aos 63 anos, o “Leão ferido” Byafra, ainda quer "Voar, voar, subir, subir..." - SOM DO MEU TEMPO

Subscribe Us

Destaque

Home Top Ad

Post Top Ad

17.5.21

Aos 63 anos, o “Leão ferido” Byafra, ainda quer "Voar, voar, subir, subir..."

 


Biafra é o pseudônimo de Maurício Pinheiro Reis, nascido em Niterói, Rio de Janeiro, no dia 15 de outubro de 1957. Ainda na infância interessou-se pela música, particularmente por percussão. Fez curso de música e flauta, o que impulsionou sua vocação musical.



Biafra fez parte do coral do Centro Educacional de Niterói, cujo maestro era Hermano Soares de Sá. Nos anos 60, fez apresentação cantando no coral na Escócia no Festival de Aberdeen cantando peças de Villa-Lobos.



Surgiu como cantor para o público brasileiro no começo dos anos 70, quando fazia parte da banda O Circo, que fez várias apresentações na cidade do Rio de Janeiro e em Niterói. Em 1979, lançou o álbum “Primeira Nuvem” pela gravadora CBS, cujo sucesso foi “Helena”, música que fez parte da trilha sonora da novela Marrom Glacê.

Ganhou Disco de Ouro com o álbum “Despertar” (1981), que continha a música “Leão Ferido”, grande sucesso nas paradas da época. A música “Seu Nome” fez parte da trilha sonora da novela A Gata Comeu. Ganhou mais um Disco de Ouro, em 1984, com a canção intitulada “Sonho de Ícaro”, que se tornou plataforma de sua carreira e fez parte do álbum “Existe Uma Ideia”.



Muitos cantores já interpretaram as canções de Biafra, entre eles, Roberto Carlos, Rosana, Ney Matogrosso, Simone, Danilo Caymmi, Chitãozinho e Xororó, entre outros.

Em 1998, mudou seu nome trocando a letra “i” pelo “y” para evitar confusões nas páginas da internet com a guerra civil nigeriana.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad