A inesquecível Whitney Houston - 9 anos sem o seu talento - SOM DO MEU TEMPO

Subscribe Us

Destaque

Home Top Ad

Post Top Ad

11.2.21

A inesquecível Whitney Houston - 9 anos sem o seu talento

Whitney Houston



Whitney Elizabeth Houston foi uma famosa cantora, compositora e atriz norte americana, conhecida pelos seus diversos sucessos musicais ouvidos pelo mundo inteiro, e também por sua participação em filmes de cinema, em especial "O Guarda Costas", o qual fez par com o também famoso ator norte americano "Kevin Costner".


Aguarde abrir a playlist...
#



Whitney Houston nasceu na cidade de Newark, estado de Nova Jérsei (EUA), e é considerada uma das mais populares e famosas cantoras das décadas de 1980 e 1990, recebendo vários Grammys, American Music Awards, Billboard Music Awards, Emmys, um MTV Video Music Award e um MTV Movie Award.

Whitney influenciou a carreira de vários artistas como Kelly Price, Mariah Carey, Christina Aguilera, Jessica Simpson e outros cantores de música pop e R&B.
Ela também é reconhecida por ter a voz mais linda de todos os tempos, além de ter uma imensa habilidade vocálica.

Sua mãe, Cissy Houston, uma prima em primeiro grau (Dionne Warwick) e a madrinha (Aretha Franklin) eram reconhecidas cantoras de gospel/R&B/soul, o que resultou na constante presença da música na vida da jovem Whitney.

Aos 11 anos de idade, Whitney começou a cantar no coro gospel de uma igreja batista em Newark e mais tarde acompanharia sua mãe em alguns concertos.

Mesmo sendo batista, Whitney se formou em uma escola católica.

Depois de aparecer no álbum de 1978 da mãe, "Think It Over", ela começou a cantar como apoio vocal para muitos cantores famosos, entre eles: Chaka Khan e Jermaine Jackson.

No mesmo ano, com apenas 16 anos de idade, ela fez um dueto com Michael Zager no single Lifes a Party.

No começo da década de 1980, ela começou a aparecer como modelo em várias revistas (chegou até a aparecer na capa da Seventeen).

Foi oferecido um contrato para Whitney na Arista Records no ano de 1983, em uma conhecida história em que o produtor Clive Davis foi à uma boate e escutou-a se apresentando com sua mãe.
Mas na verdade não foi exatamente isso que aconteceu: um representante da Arista, que percebeu o potencial de Whitney enquanto cantava nas boates de Nova Iorque, implorou à Davis para ir vê-la.
Quando Davis foi a tal boate e viu-a, ele se convenceu de seu talento.

Demorou aproximadamente dois anos para Whitney terminar seu primeiro álbum (Whitney Houston), procurando canções apropriadas à sua voz e os produtores certos.

Em 1984, Whitney fez um dueto com Teddy Pendergrass (Hold Me).

Lançado como single, fez um sucesso moderado nos Estados Unidos.

Durante essa época, Whitney decidiu fazer o teste para o papel de Sondra Huxtable no seriado de televisão "The Cosby Show" (quando perdeu para Sabrina Le Beauf) e fazer participações especiais em "Gimme a Break" e "Silver Spoons".

Mas foi quando apareceu na telenovela "As The World Turns", como ela mesma, que sua popularidade cresceu bastante.

Em 14 de fevereiro de 1985, seu primeiro álbum foi lançado.

Demorou para fazer sucesso, mas quando o single "You Give Good Love" atingiu a terceira posição dentre os mais vendidos da Revista Billboard as vendas dispararam.

Os outros singles, "Saving All My Love for You", "How Will I Know" e "Greatest Love of All", atingiram a primeira posição dentre a lista dos mais vendidos da mesma publicação.
O álbum venderia vinte e quatro milhões de cópias no mundo todo (com dez milhões delas sendo vendidas só nos EUA), se tornando o álbum de estréia de uma artista que mais vendeu.
Outra canção, All at Once, foi tocada significativamente nas rádios, mas a Arista decidiu não lançá-la como single para não expôr Whitney demais à mídia.
Com o sucesso vieram os prêmios.
Em 1986, Whitney fez sua primeira turnê mundial de shows, a The Greatest Love Tour.

Em 1992, Whitney fez seu primeiro filme, "O Guarda Costas", junto com Kevin Costner".
Whitney gravou seis novas canções para a trilha-sonora do filme, incluindo uma versão do clássico de Dolly Parton "I Will Always Love You", com que rompeu todas as expectativas.

Lançado como single em novembro do mesmo ano, se tornou seu nono número um nos Estados Unidos.
Com o tempo, se tornou o single mais vendido até então (recorde quebrado por My Heart Will Go On, de Celine Dion, em 1997).

A canção "I Have Nothing" foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original.

Outros hits, lançados como singles da trilha-sonora de O Guarda-Costas: "Im Every Woman" (regravação de uma canção de Chaka Khan), "Run to You e Queen of the Night" (escrita pela própria Whitney).

O álbum vendeu 33 milhões de cópias no mundo todo, tornando-se o álbum mais vendido por uma cantora solo (recorde quebrado por Celine Dion em 1996).

Whitney também foi uma das produtoras / Atrizes do filme: Rodger e Hammerstein apresentam: Cinderela (1997).
Em 18 de julho de 1992, Whitney se casou com o cantor Bobby Brown, em Nova Jérsei.

Em março de 1993, Whitney deu à luz uma menina, chamada Bobbi Kristina, que canta com a mãe as melodias "My Love is Your Love" e "Little Drummer Boy".

Em 1995, Whitney atuou em outro filme, "Waiting to Exhale", baseado num livro de Terry McMillans sobre as vidas de quatro mulheres afro-americanas.

As outras personagens são interpretadas por Angela Bassett, Loretta Devine e Lela Rochon.

O diretor do filme foi Forest Whitaker e foi rodado na primavera de 1995, estreando nos cinemas em dezembro do mesmo ano, arrecadando uma estimativa de 80 milhões de dólares nas bilheterias do mundo todo.

Nada parecia ensombrar a carreira de Whitney Houston, até que começaram a correr rumores sobre os seus problemas com drogas.

A notícia foi divulgada no ano de 2000, quando Whitney e o marido, o cantor Bobby Brown, foram apanhados pela polícia com marijuana na bagagem ao preparem se para sair do Havai.

Seguiram fotografias publicadas em muitos jornais e revistas que revelavam o estado de decadência em que a cantora mergulhara, desleixando a sua aparência e sendo forçada a vender os bens para alimentar o seu problema com drogas, que partilhava com Bobbie Brown.

Dois anos depois, Whitney reconheceu publicamente os seus problemas com marijuana, cocaína e outras substâncias.

Mas apenas em 2006 coloca fim ao seu casamento com Bobbie Brown, inicia uma cura de reabilitação e surpreende todo e todos ao surgir em público em 2008 ao lado do produtor Clive Davis, mas tempos mais tarde novas recaídas obrigaram Whitney Houston a se internar em clínicas especializadas para combater seu vício.

Segundo informações do jornal Daily Mail, a cantora Whitney Houston consumia drogas porque tinha dificuldade em assumir uma alegada homossexualidade.

“Whitney tinha incapacidade de se aceitar como gay.

E isso pode ter levado ao vício da droga, bem como ao seu declínio”, afirma Peter Tatchell, ativista que defende a igualdade de direitos dos gays.

Na entrevista do ativista, ele declarou que os momentos mais felizes da vida de Whitney Houston ocorreram nos anos 80, numa altura em que a cantora manteve um relacionamento com Robyn Crawford, sua assistente.

Em 11/02/2012, a cantora Whitney Houston foi encontrada inconsciente na banheira de sua suíte no Beverly Hilton Hotel antes das 15h30' (horário de Los Angeles - 21h30' de Brasília), momento no qual os serviços de emergência foram acionados.

Apesar da rápida resposta dos paramédicos, que tentaram reanimá-la durante cerca de 20 minutos, ela foi oficialmente declarada morta às 15h55'.

O corpo foi identificado por seus familiares por volta da meia noite (horário de Brasília).
De acordo com o TMZ, nenhuma droga ilegal foi encontrada no quarto, contudo, policiais acharam frascos de medicamentos controlados.

A última aparição pública da diva pop foi na quinta-feira (09/02/2012), em uma festa do Pré-Grammy em Hollywood. Whitney aparentava estar alcoolizada quando deixou o local com ajuda de uma pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad