SOM DO MEU TEMPO

Neste site você terá a oportunidade de ouvir músicas, ver vídeos e fotos de anos dourados, uma época especial em nossas vidas.

Os ritmos de uma geração.

Momentos para recordar os sucessos internacionais que agitavam as pistas de danças nas famosas Discotecas.

Saudades de um tempo.

Jovens adultos e adolescentes marcavam presença. Dançar e se divertir – Nosso objetivo!

Nosso MPB tinha algo a mais.

Nossas músicas brasileiras, seus autores e cantores, contam a nossa história. Aquela música que lembra e marcou alguém especial.

E o romantismo...

Ah! Como era bom dançar juntinho ou lembrar de momentos românticos ao som de talentosos cantores que inspiraram gerações.

sábado, 26 de julho de 2014

6 ESTEREÓTIPOS DE HOMENS E MULHERES QUE A CIÊNCIA COMPROVA



Os estereótipos de homens e mulheres costumam ser motivo de discórdia. Mas, antes disso, eles já foram usados e reusados para fazer uma infinidade de piadas. Nesse caso, mais do que nunca, essas piadas podem ter um fundinho de verdade.

A ciência tem avançado muito, especialmente no que diz respeito a estudos de mapeamento do cérebro e pesquisa genética, e os resultados estão provando por a+b que alguns dos mais antigos estereótipos de homens e mulheres, aqueles mais clássicos, são totalmente verdadeiros.

Claro que classificar as pessoas de acordo com determinados estereótipos é uma falta de educação tremenda, e inclusive pode prejudicar algumas de suas amizades. Mas, se você usar os argumentos que apresentares a seguir, tem carta branca para fazer zoeira. E, fica a dica: é só colocar a culpa na ciência. Ela aguenta e está acostumada com esse tipo de coisa.


6. MULHER NO VOLANTE, PERIGO CONSTANTE


Dizem por aí que as mulheres e os homens cegos têm uma característica em comum: sua habilidade de dirigir. (ha ha ha)

As supostas diferenças entre homens e mulheres no quesito direção são, não preciso lembrar ninguém, pauta para todo tipo de piada. Como aprendemos em incontáveis filmes de Hollywood, os homens têm uma espécie de GPS em suas cabeças e se recusam a pedir ajuda para encontrar um caminho que eles não conheçam. Afinal, esse caminho não existiria.

Assim, se este estereótipo ridículo fosse verdade, então a mãe natureza deu aos homens uma larga vantagem. Risos a parte, vamos ver o que a ciência tem a nos dizer sobre isso.

Vários estudos têm mostrado que os homens heterossexuais são melhores em ambas as direções de navegação por norte-sul e também são melhores do que as mulheres para orientar a si mesmos orientar no espaço tridimensional. Mas por que os homens têm essa percepção espacial e as mulheres não? Dessa vez a resposta não é sexo, e sim comida. Bem, na verdade, são as duas coisas.
Há muito e muitos anos, quando não existiam supermercados e açougues, os homens eram os responsáveis por sair para caçar. Sendo assim, os cientistas acreditam que a testosterona ajudou esses primeiros homens a encontrarem seu caminho de volta para casa depois de um longo dia de caça.

E tem mais. Um pesquisador mapeou os cérebros de mais de 1 milhões de crianças e descobriu que por volta dos 4 anos de idade, os meninos já estavam superando as meninas na habilidade espacial em uma proporção de 4:1. Ele também descobriu que enquanto as meninas iam muito bem ao interpretar duas dimensões no cérebro, os meninos tiveram a capacidade de ver uma terceira dimensão, permitindo-lhes entender o conceito de profundidade em uma idade mais precoce.

O mesmo não é necessariamente verdade para os homens gays, que tendem a navegar como mulheres – diz a ciência.

5. HOMENS SÃO PORCALHÕES



Se os comerciais de detergente nos ensinaram alguma coisa, é que o nariz feminino é evoluído o suficiente para sentir o cheiro de meias suadas a mais de mil passos de distância. E uma vez que uma mulher sente o cheiro em suas narinas delicadas, ela simplesmente não consegue descansar até que fonte do problema seja devidamente localizada e eliminada.

Já os homens podem tranquilamente usar uma cama fedida de suor por uma semana inteira. Se alguém reclamar do cheiro, eles vão responder com um sincero: “Qual é o problema?”. É quase como dizer que as mulheres não apenas são mais limpas que os homens, como os homens são verdadeiros porcalhões que não dão a mínima bola para o quesito limpeza.

O que a ciência acha desses estereótipos?

A ciência não só acha, como também comprova: as mulheres têm narizes mais apurados que os homens, apesar de não haver diferenças anatômicas entre os narizes de ambos os sexos. Porém, o que os estudos mostram é que as mulheres têm uma sensibilidade maior a odores, e que elas (nós, no caso) usam uma fatia maior do cérebro para processar cheiros do que os homens.

E, apesar de as mulheres geralmente detectarem todos os odores melhor, seus narizes realmente têm essa vantagem para detectar fedor justamente para reconhecer o cheiro do homem. É uma questão de reprodução e manutenção da espécie, entende?

Por quê? Parece que se apegar ao cheiro da essência de fedor suado são marcadores químicos que podem dizer a uma mulher quando um cara está sexualmente excitado, mesmo sem ela ter consciência desse aviso. Além disso, esse sentido sobre-humano de uma mulher para cheiros alcança seu pico quando ela está ovulando.

4. MULHERES SÃO O SEXO FRÁGIL


Esse é talvez o estereótipo mais básico de todos. Os homens são maiores, mais fortes e mais durões. As mulheres são mais frágeis e menos sensíveis à qualquer tipo de dor. Não preciso nem falar que a exceção dessa “regra” é a temida hora do parto, quando até mesmo a mulher mais fraca se transforma em uma guerreira amazona e é capaz de tolerar dores que fariam qualquer homem machão choramingar e pedir pelo colo da mamãe.

Não fosse essa “exceção”, a raça humana já estaria extinta há uns bons séculos, provando que a natureza realmente sabe o que faz. Mas todo esse papo parece um tanto contraditório, não parece? Ser considerada o sexo frágil e suportar uma das dores mais traumáticas a que um ser humano pode ser submetido não parecem variáveis da mesma equação. E quando a gente não sabe resolver algum problema, recorremos a ela: ciência.

O que a ciência acha disso?

As mulheres têm um limiar de dor mais baixo, mas isso não tem nada a ver com tenacidade. Os homens simplesmente não sentem dor da mesma forma que as mulheres, e a dor que eles sentem, de fato sentem em uma intensidade menor. Tudo isso porque as mulheres têm mais receptores de dor em sua pele, o que amplia sua exposição a dores de qualquer tipo.

Os pesquisadores acreditam que essa sensibilidade pode estar ligada à presença de GIRK2, uma proteína que não só afeta o limiar de dor, mas também atua como analgésica quando a dor ultrapassa um determinado limite. Então da próxima vez que a sua namorada reclamar daquela cãibra inconveniente, tente mostrar um pouco de compaixão. Ela pode apenas ter menos da proteína GIRK2 do que você.

Em última análise, o corpo de uma mulher pode exigir mais do que o dobro da quantidade de analgésico para obter alívio para a mesma quantidade de dor que um homem sente. A exceção da hora do parto acontece porque, nesse momento, o corpo feminino fica recheado de endorfinas e um coquetel de outros produtos químicos produzidos pelo próprio corpo ao longo da gravidez, assegurando que a mãe possa lidar com o nascimento do bebê. Provavelmente isso explica porque as mulheres grávidas têm aquele brilho todo especial.

Então, resumindo: sim as mulheres as mulheres são capazes de aguentar as dores absurdas do parto, mas em qualquer outra situação, a tendência é que a gente seja mais sensível a dores mesmo.

3. MULHERES SÃO TAGARELAS



Essa é boa! Quase consigo ver a cara de satisfação dos homens que estão pacientemente lendo esse artigo até aqui, concordando com esse estereótipo. E bom, se você leu até aqui, percebeu que eu gosto mesmo de falar e, portanto, não tenho argumento nenhum para rebater a possibilidade de que esse rótulo seja falso.

Mas, assim como mulheres gostam de falar mais que a própria boa, reza a lenda que os homens são mais minimalistas nesse quesito. Preferem um bom silêncio, ou pelo menos gostam de economizar saliva.

Nossa sorte que a ciência também gosta de falar e vai dizer o que é certo a respeito disso tudo.

As áreas do cérebro responsáveis ​​pela linguagem são mais de 17% maiores nas mulheres do que nos homens, simples assim. Não contente em ser apenas maior, o cérebro das mulheres também é multitarefa, processando linguagem em ambos os hemisférios, enquanto que os homens geralmente mantém a conversa apenas com o lado dominante do cérebro.

O corpo caloso no cérebro de uma mulher também é declaradamente maior, o que significa que as mulheres são capazes de transferir dados de um hemisfério cerebral para o outro por meio de uma fibra óptica de alta velocidade, enquanto os cérebros dos homens ainda estão no modo “conexão discada anos 90”.

Ninguém tem certeza ainda de exatamente porque essas diferenças existem, mas não há dúvidas de que ela afeta tudo, desde as chances de uma mulher recuperar a capacidade de falar mais rápido do que um homem após sofrerem danos cerebrais idênticos até as chances de que sua namorada vai ficar bem irritada quando começar a analisar seus comentários com os dois lados do cérebro.

2. HOMENS E MULHERES ENXERGAM CORES DIFERENTES



Sabe aquela história de que homens misturam meias pretas com meias azuis marinhas e essa diferença fica gritando aos olhos de qualquer mulher? Isso na verdade não é implicância nossa. Ou pelo menos não é só implicância. Homens e mulheres realmente enxergam as cores de um jeito diferente.

O gene para identificar a cor vermelha, por exemplo, só é transportado pelo cromossomo X, o que coloca os homens em uma séria desvantagem para ver o espectro de cores. Afinal, as cores são definidas pela nossa capacidade de perceber o vermelho, verde e azul, e qualquer outra cor que vemos é baseado em combinações entre essas três.

Isso significa que, enquanto os homens, com apenas um cromossomo X, podem não ser capazes de ver o vermelho em tudo, as mulheres e sua dupla de cromossomos X têm uma chance 40% maior de que a sua visão inclua uma extensão mais ampla do espectro de cores – fazendo com que a gente identifique mais tons.

Por que essa superpotência colorida existe? A resposta foi encontrada na comida, mais uma vez. Enquanto os homens primitivos estavam mais preocupados em caçar o jantar – e por conta disso até hoje têm uma percepção espacial mais desenvolvida que a das mulheres -, as mulheres primitivas estavam ocupadas colhendo frutas e legumes. Sendo assim, ter a capacidade de distinguir entre bagas vermelhas brilhantes saudáveis e venenosas era uma questão de vida ou morte. Que, graças a nossa querida evolução, pendeu pro lado da vida.

1. MULHERES SÃO MAIS FRACAS PARA BEBIDA



É bastante comum a gente ouvir por aí que o álcool é um excelente removedor de calcinhas. E que inclusive pode acabar sendo mais rápido e mais eficaz do que a conversa inteligente, flores ou até mesmo piadas engraçadíssimas. Dê uma dose de tequila a uma menina e ela vai ser toda sua, enquanto os homens podem ficar cara a cara com o funda da garrafa e ainda estarem prontos para qualquer coisa.

Será mesmo que podemos ser reduzidos à rótulos tão vazios como esses?

Segunda a ciência, sim. Mas não é tão ruim quanto parece.

Segundo os pesquisadores, a verdadeira razão pela qual as mulheres não podem/não conseguem acompanhar o ritmo dos homens quando o assunto é bebedeira é porque homens e mulheres têm quantidades diferentes de água em seus corpos. Os corpos dos homens são compostos de cerca de 61% de água, enquanto o das mulheres têm em média cerca de 52%. Parece um dado qualquer, mas isso na verdade significa que a biologia masculina é mais eficiente para “diluir” o álcool ingerido.

O fígado das mulheres também fica devendo. Eles produzem uma quantidade menor da enzima desidrogenase, que é a substância mágica que converte o álcool para um estado inativo e garante que você fique sóbrio a tempo de ir trabalhar no dia seguinte. Sendo assim, as mulheres também sentem os efeitos do álcool muito mais rápido do que os homens.

Esse estereótipo acaba sendo sustentado por uma razão médica. Quem diria, não?

Fonte: [Cracked]

terça-feira, 22 de julho de 2014

NOVELA “BOOGIE OOGIE” – TELEDRAMATURGIA COM TRILHA SONORA “DISCO”


Pelo menos de trilha sonora, a próxima novela das 6 da Globo está bem servida. Uma produção de época, do ano de 1978, explosão da era disco.

Com estreia marcada para o dia 4 de agosto no lugar de Meu Pedacinho de Chão na Rede Globo, a novela Boogie Oogie, escrita por Rui Vilhena, sob a direção de Gustavo Fernandez e Ricardo Waddington, apostará na tragicomédia como gênero e na inversão dos valores da protagonista e da vilã da história. Anos depois após trocar dois bebês na maternidade para se vingar do amante Fernando (Marco Ricca), que desistiu de se divorciar da esposa Carlota (Giulia Gam) por causa de uma das crianças, a garçonete Susana (Alessandra Negrini) vai se revelar como uma das protagonistas da trama e não a grande vilã, como aparentava, ao passo que a rival, a vítima, demonstrará o contrário.

A Trilha sonora da novela das seis é formada por dois álbuns: trilha sonora internacional e nacional.

 Trilha Sonora Novela Boogie Nacional

O CD Nacional da novela Boogie Oogie conta com as melhores músicas da novela, com grandes músicos e novos talentos, não foram divulgados os artistas e as músicas que estarão na trilha sonora, apesar disto são esperadas muitas das canções dos anos 70 totalmente repaginadas por artistas nacionais. Fique bem de olho no site que iremos divulgar as listas completas.

Trilha Sonora Novela Boogie Internacional

No caso do CD Internacional da Novela Boogie Oogie teremos músicas incríveis, e por ser uma trama ambientada na era Disco, o CD internacinal da novela deverá contar com clássicos, e ainda músicas repaginadas de sucesso. Por isso vamos aguardar pela lista ansiosamente das músicas internacionais que devem fazer parte desta incrível trilha sonora da novela Boogie Oogie da Globo.



Teaser de Boogie Oogie





quinta-feira, 17 de julho de 2014

DJ’ Zinho, Menino de Ouro do Flash Back


Para quem curte uma boa música dos anos 70, 80 e 90, “Tempo de Ouro das Discotecas”, esse é o cara, DJ’ Zinho.

Carioca e baladeiro, frequentou em épocas passadas, as mais animadas discotecas do Rio de Janeiro, de onde veio essa “veia artística” para DJ’ e também para a dança, pois isso ele também manda muito bem.

Dj’ Zinho, vem promovendo eventos em várias festas cariocas, resgatando o bom tempo do “Soul Black” e outros ritmos que contagiou os anos dourados da música internacional.


Ouça um pouco do seu trabalho:



sábado, 28 de junho de 2014

SAIBA COMO GANHAR UM CD " SOM DO MEU TEMPO " - 1º ANIVERSÁRIO DO SITE


ESTAMOS EM FESTA PELO 1º ANIVERSÁRIO DO NOSSO SITE, E PARA COMEMORARMOS ESTA DATA ENVIAREMOS AOS NOSSOS FÃS, UM CD "SOM DO MEU TEMPO" DE PRESENTE. 

BASTANDO APENAS PREENCHER OS DADOS ABAIXO E CURTI NOSSA PÁGINA E ESTAREMOS ENCAMINHANDO PARA SUA CASA ESSA RECORDAÇÃO. FAÇA LOGO SEU CADASTRO, A PROMOÇÃO VAI DURAR POUCO TEMPO, OK ! CLIQUE PARA CADASTRAR !


quarta-feira, 25 de junho de 2014

ESPECIAL MICHAEL JACKSON



Há exatamente cinco anos, em 25 de junho de 2009, o mundo perdeu a maior estrela pop que já existiu: Michael Jackson. Relembre a trajetória do astro, dos tempos de Jackson 5 aos ensaios para a temporada de shows This Is It.

Michael Jackson já dominava o pop quando lançou Thriller, em dezembro de 1982. Três meses depois, o álbum chegou ao topo das paradas norte-americanas e tornou-se um dos mais vendidos da história da música - 30 anos se passaram e o disco ainda carrega esse título.

O mundo fica mais normal e menos interessante sem Michael Jackson


Se não é o homem mais famoso a surgir na Terra nos últimos 50 anos, Michael Jackson é certamente um dos mais. Nenhum outro artista da cultura contemporânea se manteve em e vidência durante tantos anos, nenhum outro atingiu tão amplamente, seja com a música, a figura icônica, os atos e trejeitos, um público de variadas faixas etárias, procedências, crenças e culturas. Nenhum subiu tão alto. E nenhum afundou tão profundamente. Talvez apenas um astro com a grandeza universal de Michael Jackson conseguiria resistir a uma montanha-russa de superexposição tão intensa e agressiva como a que foi obrigado - talvez por seus próprios feitos - a suportar ao longo da carreira.

Quem está na faixa dos 40 anos deve se lembrar de vê-lo ainda criança dançando como um James Brown mirim ou dele já "mocinho" cantando funk estiloso e perfeito como Rock With You.

Os trintões com certeza dançaram muito o moonwalk e mesmo quem era "roqueiro na época" não escondia a admiração nem que fosse por Beat It ou pelo visual dos clipes.
Os um pouco mais novos talvez se lembrem da estreia do vídeo de Black Or White com Macaulay Culkin e Bart Simpson e dos shows do cantor no Brasil em 1993.

E existem aqueles que sequer viram Michael no auge mas sabem que muito mais do que aquele cara estranho que sempre aparecia na tv com máscara entrando em tribunais ou fugindo de repórteres estava um dos maiores artistas que o mundo já viu surgir.

Talvez Michael nunca mais fizesse nada de importante e a se julgar pela sua condição física, o melhor talvez tenha sido a partida antes do início dos shows prometido. Afinal seria doloroso demais se a última imagem que ele nos deixasse fosse a de um artista que não conseguia mais brilhar naquela que sempre foi a sua maior casa: o palco.


Menino Jackson

O sétimo de nove filhos do casal Joseph e Katherine Jackson nasceu na cidade de Gary, Indiana, Estados Unidos, e teve uma origem humilde, assim como o resto de sua família. Aos cinco anos, começou a cantar. Seis anos depois, integrou o Jackson 5, com seus irmãos Jackie, Tito, Jermaine, Marlon e, posteriormente, Randy.

O grupo alcançou o estrelato mundial, estourando no início da década de 1970. Michael se destacou com um talento incomum para dançar e cantar, iniciando paralelamente uma carreira solo. A carreira do grupo era comandada pelo rígido pai Joseph, com quem Michael teve problemas ao longo de sua vida.

Com o Jackson 5, Michael registrou quinze discos de estúdio. Durante o seu período de infância, quatro álbuns solo foram gravados. 

Talento despertado

Muitos tratam "Off The Wall", de 1979, o primeiro disco solo de Michael Jackson. Na verdade, trata-se do quinto. Mas foi o primeiro trabalho a apresentar o Pop com influências de R&B e Soul no formato que ele seguiria ao longo de sua carreira.
O disco atingiu o terceiro lugar nas duas paradas mais importantes do mundo, Estados Unidos e Reino Unido, além de ótima repercussão mundial.

A partir de então, tudo que teve o toque de Michael se tornou ouro. O single "We Are The World", do projeto USA For Africa, liderado por Lionel Richie e Quincy Jones com objetivo filantrópico, teve participação do cantor. Cerca de 200 milhões de dólares foram arrecadados e doados para combater a fome na Etiópia. 

Sucesso

O ano de 1987 consolidou Jackson, com o lançamento do álbum "Bad" e mais uma mega turnê. O disco bateu um recorde por ter colocado nove músicas de trabalho nas paradas de todo o mundo. Visualmente, o cantor estava diferente: um pouco mais branco e com traços do rosto mais finos.

O disco subsequente de Michael, "Dangerous", quebrou mais um recorde: a estreia do videoclipe do primeiro single, "Black Or White", foi transmitido simultaneamente para 27 países e 500 milhões de pessoas. A produção foi comandada por Teddy Riley, que trouxe mais elementos para o som do Jackson.

Michael se casou com a filha de Elvis Presley, Lisa Marie, em maio de 1994. O casamento, que durou apenas dois anos, foi contestado pois o cantor estava sendo investigado criminalmente no ano anterior.

A partir de então, Jackson se envolveu em diversas polêmicas por conta de novas acusações judiciais. Dessa vez, o cantor era acusado de abuso sexual. A acusação foi negada e as investigações não chegaram a lugar nenhum.

Em 2006, o músico começou a gravar um novo disco de estúdio, mas que nunca viu a luz do dia enquanto ele esteve vivo. "Michael" foi lançado de forma póstuma, em 2010, com canções desse período e outras demos mais antigas. 


Morte

A morte de Michael Jackson aconteceu na vizinhança de Holmby Hills, em Los Angeles. O cantor sofreu uma parada cardíaca e médicos tentaram reanimá-lo, mas foi em vão. Ele se preparava para uma série de shows em Londres, que retomariam as atividades de sua carreira após um hiato de alguns anos.

A autópsia confirmou uma overdose da substância propofol, que matou Michael dez minutos depois. Seu funeral, ocorrido em 7 de julho de 2009, foi acompanhado por 17 mil pessoas no Staples Center, além de outras duas bilhões pela televisão, através de transmissão ao vivo.

Citado como influência de artistas e bandas de Pop, Soul, R&B e Rock, entre outros incontáveis estilos, o legado de Jackson permanece vivo até os dias de hoje. Não apenas nas vendas: Michael é relevante até mesmo na produção da música contemporânea. Descanse em paz, King of Pop.

VEJA O ÚLTIMO CLIP DE MICHAEL JACKSON



Fonte: http://revista.cifras.com.br/artigo/homenagem

sábado, 21 de junho de 2014

THE ROLLING STONES




The Rolling Stones é uma banda de rock inglesa formada em 12 de julho de 1962, e é uma das bandas mais antigas ainda em atividade. Ao lado dos Beatles, foram considerados a banda mais importante da chamada Invasão Britânica ocorrida nos anos 1960, que adicionou diversos artistas ingleses nas paradas norte-americanas e que decisivamente influenciaram na música pop e nos costumes. Atualmente, são considerados a maior banda de rock do mundo.

Formado por Brian Jones, Keith Richards, Mick Jagger, Bill Wyman e Charlie Watts, o grupo calcava sua sonoridade no blues. Em cinquenta anos de carreira, sucessos como "Beast of Burden", "Tumbling Dice", "Ruby Tuesday", "Wild Horses", "(I Can't Get No) Satisfaction", "She's A Rainbow", "Sympathy for the Devil", "Jumpin' Jack Flash", "Miss You" e "Angie" fizeram dos Stones uma das mais conhecidas bandas do rock mundial, levando-a a enfrentar todos os grandes clichês do gênero, desde recepções efusivas da crítica até problemas com drogas e conflito de egos, principalmente entre Jagger e Richards. Os Rolling Stones já venderam mais de 240 milhões de álbuns no mundo inteiro em sua carreira.

Quando todos imaginavam o fim da banda, devido a um câncer na garganta do baterista Charlie Watts diagnosticado em junho de 2004 e curado em fevereiro de 2005, o vigor incansável do quarteto com ênfase às belas letras de Jagger e Richards (conhecidos como The Glimmer Twins desde os anos 70, pela ligação existente entre eles, além das lendárias histórias que protagonizaram) produz um de seus melhores álbuns de estúdio de todos os tempos. Lançado em 2005 A Bigger Bang traz uma sonoridade crua e voltada às raízes da banda: rock and roll, blues e rhythm and blues, além das pegadas das guitarras da dupla Richards/Wood, bem como para a harmônica melodiosa de Jagger, as 16 fortes canções do álbum mostram a excelência e competência de Jagger/Richards/Watts/Wood. Para a divulgação do álbum, mais uma vez iniciando em Toronto (em 10 de agosto de 2005), a banda se lança na estrada com a turnê do mesmo nome.

Em 18 de fevereiro de 2006, os Rolling Stones voltaram ao Brasil para o show da turnê A Bigger Bang. O show, gratuito, foi realizado nas areias da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, entrando para a história como o maior show da banda e um dos maiores concertos de rock de todos os tempos.



Em 2012 os The Rolling Stones completaram 50 anos de trabalho, e são considerados uma das bandas mais velhas em atividade. Como parte das comemorações, lançaram em junho de 2012 o livro The Rolling Stones: 50 e organizaram um retorno aos palcos em novembro e dezembro de 2012.

O mais recente concerto dos Rolling Stones em Portugal aconteceu no dia 29 de Maio de 2014, no Rock in Rio 2014, perante uma plateia de 90.000 pessoas.





http://www.rollingstones.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Rolling_Stones

terça-feira, 17 de junho de 2014

EMPREGO DEPOIS DOS 40 ANOS



Se você está com dificuldade em conseguir um emprego depois dos 40 anos, este artigo pode ajudá-lo.

Embora o desemprego seja bastante visível em jovens adultos, o desemprego em profissionais de meia-idade pode ser mais difícil de ultrapassar.
Algumas falsas ideias que podem prejudicar quem procura emprego depois dos 40 anos:

1) Sabe menos do que os candidatos mais jovens;
2) Ainda está habituado a um modelo de negócio antigo;
3) Não tem conhecimentos de tecnologia;
4) Tem menos energia e determinação;
5) Não quer trabalhar sob a gerência de alguém mais novo;
6) Está a “contar os dias” para a aposentadoria;

7) Vai pedir um salário mais elevado do que os candidatos mais jovens.

1) Mostre que sabe mais do que os candidatos mais jovens:

Embora possa não ter formação académica na sua área de trabalho, tem bastantes anos de experiência na função e conhece as características da indústria e do trabalho a que se candidata. Para, além disso, já teve a possibilidade de resolver problemas e demonstrar o seu valor profissionalmente, pelo que pode dar exemplos de situações em que foi uma mais-valia para a empresa. Por fim, mencione que tem uma rede de contatos profissionais que pode ser benéfica para a empresa a que se candidata.

2) Mostre que tem paixão por conhecimento e novas metodologias:

Mostre-se disponível para novas formas de negócio e ideias diferentes. Compreenda que o mundo não para e deve tentar estar a par dos desenvolvimentos na sua área de trabalho. Para conseguir emprego depois dos 40 anos é necessário que se atualize e conheça os novos métodos de trabalho. Refira ao empregador que tem uma maturidade emocional e social superior aos candidatos mais jovens, pelo que se adaptará à cultura da nova empresa com facilidade.
3) Mostre que está a par das novas tecnologias:
Aposte em cursos e formações na sua área profissional. Perceba que a tecnologia pode ajudá-lo a desempenhar as suas funções e pesquise sobre as novas tecnologias e a forma como estão a ser utilizadas na sua profissão. Se está desempregado, aproveite os recursos do Centro de Emprego e desenvolva as suas competências a nível de Microsoft Office e Línguas (especialmente o inglês).

4) Mostre que tem muita energia e autodisciplina:

Como tem mais responsabilidades financeiras que os candidatos mais jovens, está mais motivado para ser bem sucedido e ultrapassar as expectativas. Ainda tem muita energia (especialmente agora que já não tem filhos pequenos) e tem autodisciplina para aplicar a energia às suas funções profissionais.

5) Mostre que tem experiência a trabalhar com pessoas de todas as idades:

Conseguir emprego depois do 40 anos é ainda mais difícil se o coordenador do departamento a que se candidata for mais novo. Seja claro e demonstre que não tem qualquer problema em ser gerido por alguém mais novo e que compreende e respeita a hierarquia. Pode, também, mencionar que a oportunidade de ensinar os colegas mais jovens é bem-vinda.

6) Mostre que está focado nas necessidades do empregador:

Sim, a ideia de uma aposentadoria confortável está na sua mente. No entanto, esse objetivo está muito distante, e por isso agora está focado em ajudar a empresa para a qual irá trabalhar. Mostre ao empregador que possui um forte sentido de lealdade e não está interessado em “saltar” de trabalho em trabalho, por isso poderá contar plenamente consigo.

7) Mostre que está disposto a negociar o salário:

Embora não deva aceitar menos do que o seu valor real, é necessário que esteja disposto a negociar o salário. Com a crise que se faz sentir, as empresas por vezes não têm possibilidades de dar o salário desejado aos seus funcionários. Tente mostrar o motivo pelo qual é um bom investimento (experiência, contatos profissionais, maturidade) e esteja aberto a negociação salarial.




O que fazer para ser bem sucedido na procura de emprego depois dos 40 anos:

Atualize o seu Curriculum Vitae: mencione somente a experiência profissional dos últimos 10 anos. Redija o CV de forma a demonstrar as suas competências e experiência de trabalhos relevantes para a vaga a que se candidata.


Pesquise oportunidades: procure trabalho diariamente através de sites de emprego, Networking, publicações da sua área de negócio, etc. Seja persistente e dedique várias horas do seu dia à procura da oportunidade ideal. É possível que tenha que se candidatar a muitos anúncios para receber uma proposta de trabalho, no entanto não desanime!


Utilize a sua rede de contatos: confira junto dos seus amigos, familiares e antigos colegas se algum tem informação sobre uma oferta de trabalho. Lembre-se que nem todas as vagas são anunciadas, pelo que o networking poderá ajudá-lo a conseguir emprego depois dos 40 anos!

Prepare-se para a entrevista de emprego: Certifique-se que tem uma postura profissional e jovial. Na entrevista, foque-se na sua experiência, feitos profissionais e valor acrescentado que pode trazer à empresa que está a recrutar. Descreva situações em que trabalhou com, e para, colegas mais jovens. Não se esqueça de vestir de acordo com a cultura da empresa a que se candidatou!

Sem dúvida que, quem procura emprego depois dos 40 anos tem um grande desafio pela frente. Não se deixe desanimar e lembre-se das vantagens que tem em relação a candidatos mais jovens: experiência, maturidade e know how. Com preparação e confiança voltará ao mercado de trabalho num ápice!

Fonte: http://blog.alertaemprego.pt/author/miguelcosta1986/



                                                              CLIQUE NA IMAGEM